Translate this Page
ONLINE
1




Partilhe esta Página

Baixe o Flash Player para executar...

 

 

Cursos 24 Horas

Cursos On line com Certificado
 

 

 
Cursos Online


Total de visitas: 8971
belas imagens

 

 

 


 




 



1.000.000 de visitas

 


 

 

Bragança do Pará

 


Bragança, localizada na região nordeste do Pará, a 210 quilômetros de Belém, capital do Estado,  é um dos municípios mais procurados pelos turistas ao longo do ano, em especial durante as férias escolares.

 

Lar da Marujada, manifestação cultural que reúne milhares de pessoas no município para festejar São Benedito, Bragança tem praias oceânicas belíssimas, pra quem quiser aproveitar em qualquer época do ano.

 

 

 

 

 

 

 

A cidade, de origem portuguesa, guarda na sua cultura características religiosas marcantes e também festeja São Sebastião e Nossa Senhora de Nazaré.

 

Suas fronteiras são estratégicas. Assim, o município oferece o maior número de opções aos turistas: ao Norte está o oceano Atlântico, ao Sul, o município de Santa Luzia do Pará, a Leste os municípios de Augusto Corrêa e Vizeu e a Oeste, Tracuateua. Com uma área de 2.344,10Km2 Bragança tem uma população de mais de 102.600 habitantes.

 

Na língua tupi, Caeté quer dizer 'mato grande' e, por estar localizada à margem esquerda do rio Caeté, Bragança é carinhosamente chamada de a 'Pérola do Caeté'.

 

Sua história começa no século XVI, na outra margem do rio. Bragança já foi chamada de Vila Cueta e, em 1753, quando ainda era freguesia, chamou-se Nossa Senhora do Rosário. Em seguida, foi batizada como Vila Nossa Senhora do Rosário de Bragança.

 

Só em 1874 Bragança tornou-se cidade, por meio do decreto do então presidente da Província, tenente-coronel Sebastião do Rego Barros.

 

 

 

 

 

 

 

É muito atraente a beleza dos prédios e casarios centenários de Bragança, a exemplo da Igreja de São Benedito, que data do século XVIII; a igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário, também do século XVIII e a mais antiga da cidade; o Instituto de Santa Terezinha; e, ainda, o Forte do Caeté, construído em 1614 pelos portugueses e localizado em uma ilha próxima à sede de Bragança.

 

A força da cultura bragantina, o valor da história e da cultura do município, somados às privilegiadas características naturais, colocam Bragança na rota dos turistas neste veraneio, que encontram na bela praia de Ajuruteua um porto seguro para o lazer, a diversão, a tranqüilidade e, claro, sol e areia branca à vontade. Afinal, a praia tem mais de 100 quilômetros de extensão.

 

 

 

 

 

 

 

Ajuruteua fica a 36 quilômetros e seu acesso é pela PA-458, partindo de Bragança, em um trajeto de 30 minutos de carro.

 

Outro lugar de beleza inesquecível em Bragança é a ilha de Canela, que abriga um dos maiores ninhais de guarás do mundo. A revoada dos guarás, pássaro típico da Amazônia, é um dos espetáculos mais encantadores proporcionados aos turistas.

 

 

 

 

 

 

 

Na ilha, que é uma Unidade de Preservação Ambiental, vivem cerca 40 mil espécies de pássaros, entre guarás, garças e maçaricos.

 

Belos igarapés completam a paisagem bragantina, oferecendo um passeio fluvial pelo rio Caeté, que nasce na localidade de Bonito mas tem sua plenitude em Bragança.

 

Seu percurso é de 60 quilômetros, desde a nascente até a foz e seus afluentes são os rios Jenipaú-Açu, Água Preta, na margem direita e Cipó-Apara, na margem esquerda, onde também encontramos os igarapés Anauera e do Meio.

 

No limite entre Bragança e o município de Augusto Corrêa está, ainda, o rio Arapucu.

 

O rio Tracuateua, cujo afluente é o igarapé Açaiteua, limita Bragança a oeste com os municípios de Primavera e Capanema.

 

Se ainda houver pique, não deixe de visitar a praia Campo do Meio, que oferece infraestrutura de bares, restaurantes e lanchonetes, além de ambiente próprio para quem gosta de agitar. As praias do Farol Velho e do Pilão também são muito atraentes e devem ser visitadas, assim como a Vila dos Pescadores.

 

Como chegar: Bragança fica a 210 Km de Belém e o acesso, partindo de Belém, é pelas rodovias federal BR-316 e estadual PA-242. A Empresa de Transporte Boa Esperança (91-3266-0033) faz viagens diárias, saindo do Terminal Rodoviário de Belém (Av. Almirante Barroso, s/nº).

 

Tempo de viagem: 4 horas saindo de Belém, em ônibus. Esse tempo reduz em até 1 hora em carros particulares ou vans.

 

Horários de Viagem: O primeiro ônibus (executivo) sai do Terminal Rodoviário de Belém às 6hs e o último às 18h40. A passagem custa R$ 17,50.

 

Onde Dormir/Comer: Bragança tem uma infraestrutura hoteleira razoável. Bons restaurantes oferecem comidas típicas ou tradicionais a base de peixes, mariscos e frutos do mar, entre outros.

 

 


 

 


 


 

http://www.publip
z